Para preservação e salvaguarda da memória da Igreja Evangélica Congregacional Pernambucana, foram propostos o tratamento de documentações diferenciados, dentre esses: arquivos administrativos, bibliográficos, folhetos, revistas, manuscritos e por fim fotografias pertencentes ao memorial da igreja, cujo as documentações preserva e mantém viva a história do templo cristão.                                                                                                                                                           Para resguarde das informações, foi inaugurado em 2016 o Centro de Memória e Documentação Congregacional (CMDC), que possui por objetivo a preservação da memória da igreja e de seus componentes, além de oferecer a qualquer membro da sociedade informações congregacionais e bíblicas para consulta sem fins lucrativos.                                                                                                                                                                                                                                                                

 

 

 

 

 

 

 

                    

O Memorial tem por missão divulgar documentos históricos referentes à atuação da denominação Congregacional no Recife, para que qualquer membro da sociedade não esteja vetado à informação. Tem por visão a preservação da memória para a posterioridade, estando aberto à comunidade e pesquisadores em geral. O acervo é composto por fotografias, material bibliográficos, periódicos, atas e manuscritos, dentre outros documentos. Tais documentos compreendem o período desde o final do séc. XIX até os dias atuais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O CMDC também dispões um acervo referente à história do congregacionalismo no Brasil, além dos citados, o acervo tem como composição o livro que registrou o surgimento da Igreja Evangélica Congregacional Pernambucana, livro com título “Um Grão de Mostarda”, possuindo exemplares para consulta no memorial.                                                                              

Há no acervo do memorial obras elementares, além de raras e ou especiais, que agregam ainda mais importância para manter tal espaço. Todo material possui identificação com localização de fácil consulta e com classificação própria, propondo assim, que qualquer pessoa possa consultar tais obras sem esforços, seguindo apenas o catálogo que é disposto no próprio local.